Passar para o Conteúdo Principal

Exposição lembra presença africana em Portugal

Benedito2 1 980 2500
02 Setembro 2017

O Arquivo Municipal de Sines apresenta, entre 4 de setembro e 22 de outubro (nova data), a exposição “Os Africanos em Portugal: História e Memória (XV–XXI)”.

A presença africana em Portugal é muito antiga, e nem sempre é [re]conhecida pelos portugueses. O Comité Português do Projeto Rota do Escravo e a Câmara Municipal de Sines convidam-no a visitar o átrio do Arquivo Histórico, no piso 0 do Centro de Artes de Sines, e a fazer uma viagem no tempo e no espaço por esta herança.

Também em Sines a presença africana tem cerca de 500 anos, e chega até ao presente. Em colaboração com a Associação Cabo-Verdiana de Sines e de Santiago do Cacém, o Arquivo Municipal recorda e celebra essa presença.

Está disponível um catálogo da exposição Africanos em Portugal: História e Memória (séculos XV a XXI), elaborado por Isabel Castro Henriques. Pode ser adquirido por 10 euros na receção do Centro de Artes de Sines.

Sobre a imagem

Na Igreja de Nossa Senhora das Salas, pode ser admirada a imagem de São Benedito, que se reproduz nesta página.

São Benedito (1524-1589), também conhecido como o Mouro, nasceu em Itália, filho de escravos. Tornou-se rapidamente um dos patronos da população escrava e liberta durante a Época Moderna.